Se você gostaria de adotar um animal de estimação inteligente e afetuoso, um angorá turco pode ser o companheiro ideal para você. Usando seu pêlo longo e sedoso e corpo equilibrado, esses gatos também foram amplamente admirados por sua elegância e graça. Caracterizado por uma cauda afilada, cabelo brilhante e grandes orelhas pontudas, o angorá é definitivamente impressionante de se ver.

Como o próprio nome sugere, o angorá turco surge na Turquia, na cidade de Ancara. Mesmo que a raça tenha muitos milênios, ninguém sabe exatamente como eles surgiram. Se você está pensando em trazer um angorá turco para sua casa, ou apenas deseja entender mais sobre esta raça ancestral, continue lendo, pois veremos tudo o que você deseja aprender sobre esses gatos. Abaixo, examinamos um registro conciso dos angorá turcos, seu caráter e também como cuidar deles.

História Do Angorá Turco

Histria do angor turco

O angorá turco é chamado de cepa pura. Isso geralmente significa que não foi criado seletivamente, mas surgiu séculos atrás por acaso. Eles têm o nome da antiga cidade turca de Ancara, de onde se acredita que tenham se originado.

Devido ao clima quente dos Perus, o Angorá gerou uma pelagem amena, de camada única, que ajudará a manter o animal fresco, independentemente do seu comprimento. Embora o angorá seja comparável em aparência à famosa raça persa, esta jaqueta é uma diferenciação integral, pois os gatos persas possuem uma camada dupla que é um pouco mais difícil de cuidar.

É incerto quando o angorá turco alcançou as praias do norte da Europa. Uma teoria sugere que os invasores vikings os trouxeram para casa como lembranças cerca de um milhão de décadas atrás. Quer esta teoria seja correta, o angorá turco é a primeira linhagem de gatos de pêlo comprido a chegar às costas europeias.

Posteriormente, em 1500, os seguintes gatos foram exportados da Turquia para a Grã-Bretanha e França, à medida que os estados começaram a abrir o comércio com todos os angorá.

Com o tempo, o angorá turco tornou-se escasso. Felizmente, eles foram resgatados da extinção com um programa no zoológico de Ancara no início do século XX. Os angoras turcos finalmente alcançaram a França em 1954, e desde então são amados por uma vizinhança de proprietários e criadores.

A partir de meados dos anos 1960, a Cat Fanciers Association (CFA), acabou reconhecendo que o angorá turco era uma espécie oficial. Hoje, eles são comumente reconhecidos pela maioria dos registros de gatos na América do Norte.

Fatos Rápidos Sobre O Angorá Turco

Antes de entrarmos em detalhes, você pode descobrir alguns fatos rápidos sobre o angorá turco em:

  • Devido à sua personalidade amigável e extrovertida, os angoras turcos são ocasionalmente chamados de cães, apesar de serem felinos
  • O angorá turco típico pesa entre 5 e cinco libras
  • Existem dois tipos distintos de angorá turco, caracterizados pela coloração pura e colorida. Este último foi recentemente reconhecido pela CFA em 1972.
  • Os angoras turcos têm um pelo brilhante e sedoso, o que explica em parte seu fascínio duradouro.
  • O angorá pode conviver pacificamente com outros animais de estimação, incluindo cães, desde que sejam amigáveis.
  • Angoras turcas geralmente têm uma vida útil de 12 a 18 décadas.
  • Como muitos gatos, a jaqueta do Angoras muda a cada ano, ficando mais espessa e carnuda no inverno.
  • Há uma antiga lenda islâmica que o profeta Maomé depois de cortar a manga dele não perturbou um gato angorá adormecido.
  • Como qualquer outra raça de gato, o gato Van turco, Angoras geralmente possuem olhos incomuns. Muitas vezes, esses gatos têm um único olho azul e um olho âmbar.
  • Tradicionalmente, os angoras brancos puros eram preferidos pelos criadores, e apenas esses gatos tinham permissão para entrar em competições. Hoje, porém, todos os tipos são bem-vindos, independente de sua marca e coloração.

Coisas Que Você Deve Estar Ciente

Hoje, já falamos sobre o cenário do gato angorá turco, e é hora de falar sobre como os possíveis proprietários podem cuidar melhor dessas criaturas lindas. Tendo isso em mente, compilamos um guia útil para cuidar dos angorá, como requisitos de saúde comuns, melhores clínicas de higiene e como alimentar sua nova empresa.

Saúde

Uma vez que o angorá turco é uma variedade de gatos que ocorre naturalmente, raramente é exposto à criação intensiva. Isso geralmente significa que sempre existiu um grande e poderoso pool de genes, que normalmente é robusto no que diz respeito à saúde.

Dito isto, há alguns problemas de saúde que o angorá turco tem muito mais probabilidade do que outras cepas. Para ajudá-lo a identificar quaisquer sintomas o mais rápido possível e aumentar a probabilidade de um tratamento eficaz, destacamos os problemas de saúde abaixo.

  • Ataxia

Ataxia significa literalmente falta de sequência. É uma condição que ocorre por alguns motivos distintos, geralmente devido a um tumor na medula espinhal ou um desequilíbrio do ouvido interno. O problema é caracterizado por meio de seu gato se comportar bêbado lutando para andar normalmente, e ao invés de chocar-se. Você também pode notar seu gato criando movimentos oculares estranhos.

A ataxia é mais provável de acontecer em gatinhos e gatos jovens. Você pode reduzir significativamente a ameaça de desenvolvimento de ataxia em seu gato, escolhendo um criador que tenha testado seus próprios animais para detectar a doença.

Se você vir esses sinais, leve seu gato ao veterinário o mais rápido possível. O tratamento depende da origem do problema, mas normalmente envolve o controle da dor e a ajuda do gato a se locomover na casa. A doença normalmente não afeta a expectativa de vida das criaturas, desde que sejam tratadas.

  • Surdez

Curiosamente, angoras brancas fortes com alguns olhos azuis são mais vulneráveis à surdez em comparação com outras variações desta linhagem ou outras raças de gatos. Se o seu gato está com perda de audição, você pode esperar que ele reaja de maneira diferente aos ruídos ao seu redor, sendo mais eloqüentes e chocados quando você faz uma estratégia. A maneira como a surdez é tratada dependerá do motivo, mas provavelmente você terá que mudar a maneira como interage com eles quando sua audição melhora. Se você acredita que seu gato está sofrendo de perda auditiva, leve-o ao veterinário quando possível.

  • Cardiomiopatia hipertrófica

Este é um tipo de doença cardíaca que ocorre quando os grupos musculares do coração do gato são repintados, o que reduz sua capacidade de bombear o sangue com eficácia pelo corpo.

Isso causa uma série de sintomas, como aumento da frequência cardíaca, respiração rápida ou difícil e letargia. Ocasionalmente, a cardiomiopatia hipertrófica (CMH) também pode resultar na formação de coágulos sanguíneos, que podem ter implicações graves para a saúde do seu gato, por exemplo, dor nos membros, bem como mortes. A HCM é geralmente tratada com um programa de cuidados exclusivo, que se concentra na prevenção de coágulos sanguíneos e no controle da frequência cardíaca. O prognóstico para gatos com diagnóstico de HCM varia. Muitos gatos não apresentam sintomas intensos e duram anos, embora alguns não possam. Se você suspeitar que seu gato tem CMH ou alguma outra doença causada pelo calor, fale com seu veterinário imediatamente.

Os aspirantes a proprietários devem se lembrar de que as variações brancas imaculadas desta raça, e as pessoas que têm apenas um olho azul e um âmbar, têm muito mais probabilidade de criar essas condições.

Alimentando

Assim como com qualquer gato, o que você dá ao seu angorá turco, e quanto, vai depender de seu tamanho e nível de atividade.

Como os Angoras são gatos ocupados e pró-sociais, eles precisam de muita comida excelente para mantê-los felizes e animados. Também possuem uma estrutura óssea bastante delicada, o que significa que é indispensável evitar o excesso de peso.

O excesso de peso pode causar uma série de problemas de saúde para o seu angorá, por exemplo:

  • Vida reduzida
  • Pressão alta
  • Articulações doloridas, devido ao estresse excessivo
  • Dificuldade em respirar devido ao excesso de gordura na cavidade do tronco
  • Maior risco de doenças do trato urinário
  • Aumento do risco de complicações operatórias
  • Função imunológica reduzida

Para o angorá turco, uma dieta úmida é normalmente a melhor escolha. Isso ocorre apenas porque a comida úmida de gato é menos densa em calorias, o que significa que seu gato pode obter uma porcentagem maior. Isso pode mantê-los satisfeitos, e isso significa que você não hesitará em superalimentá-los. Como resultado de seu alto teor de água, dar comida úmida ajuda seu amigo felino a se manter hidratado.

O angorá turco típico pesa entre cinco e cinco libras. Isso geralmente significa que eles devem ser alimentados com metade de um indivíduo, e também uma lata inteira de, comida úmida todos os dias.

É uma ideia fantástica selecionar um alimento que também contém cálcio que sustenta os ossos. Isso garante que a estrutura óssea delicada de Angora seja suportada de forma satisfatória.

A frequência com que você precisa alimentar seu gato depende do seu programa pessoal. A alimentação em horários determinados das refeições é geralmente uma escolha melhor do que a alimentação gratuita (produzindo alimentos constantemente disponíveis e permitindo que seu gato escolha se deseja comer).

Duas a três refeições diárias é geralmente melhor, e fornecer guloseimas intermitentes ao seu gato não é problema, desde que eles não sejam tão cheios de gordura, em vez de alimentados com muita frequência. Pequenos pedaços de frango magro, ou um pouco de alface, criam grandes possibilidades para o seu amigo felino.

Manutenção

Além de uma dieta nutritiva e curativos regulares, a principal preocupação que você deve ter com o gato angorá turco é atenção e exercícios.

Devido à sua natureza animada e social, é crucial que você reserve muito tempo para interagir com seu novo amigo felino. Jogos simples, como rolar uma tigela, puxar um barbante pelo chão ou até mesmo fazer seu gato perseguir um apontador laser (tenha cuidado para evitar que o feixe de luz brilhe em seus olhos), podem dar ao seu gato uma oportunidade de malhar.

Já que o angorá turco adora escalar, vale a pena comprar móveis para gatos quando você tiver espaço. Uma árvore para gatos com várias camadas pode ajudar um gato interno a encontrar seu instinto natural de crescer para um terreno mais alto e perceber o que está acontecendo ao seu redor. Comprar uma árvore para gatos usando varas de arranhadura incorporadas permitirá que seu gato exercite seus instintos normais de escalar, enquanto brinca de gato integrado implica que eles podem jogar independentemente enquanto você está fora de casa.

O tempo de jogo normal também oferece uma chance fantástica para você e seu gato se relacionarem. Junto com seu caráter brincalhão, os gatos angorá turcos são os melhores para famílias junto com outras famílias maiores. Conforme afirmado anteriormente, eles são aceitáveis para lares com crianças, e também podem ficar juntos com cães amigáveis.

Asseio

Como acontece com qualquer animal de estimação, a higiene adequada é fundamental para garantir que seu gato angorá turco permaneça saudável e feliz. Embora não sejam tão cuidadosos quanto outros gatos de raça pura, como o persa, os angoras precisam de muitos cuidados com os curativos. Antes de escolher adotar um, é essencial ter certeza de que você tem tempo suficiente para atender a esses requisitos de preparação.

Para manter sua pele, casaco e unhas Angoras em ótima forma, eles precisarão da próxima preparação:

  • Escova

Idealmente, é uma ideia fantástica escovar o seu angorá turco uma vez por dia. Eles não têm subpêlo, portanto, a limpeza deve ser bem direta, e seu próprio angorá turco não tem probabilidade de formar nós ou cabelos emaranhados. Para obter melhores resultados, use uma escova metálica de dentes longos. Eles podem ser obtidos em qualquer loja de animais fantástica e podem deslizar mais facilmente por todo o pelo brilhante de seu gato do que outros tipos de escova de gato.

  • Corte de unha

A grande maioria dos gatos que vivem dentro de casa, e alguns gatos fora de casa, também terão que ter suas unhas cortadas ou registradas regularmente. As unhas muito compridas podem ficar presas nos móveis, roupas ou carpetes, possivelmente danificando os pés do gato. As unhas crescidas tornam mais difícil para o gato andar e crescer normalmente. Felizmente, aparar as unhas é bastante simples:

  • Comece a lidar com as patas de seus gatos desde muito jovens, pois eles se acostumarão com a sensação de tosquia. Construa o tempo de contato lentamente, para evitar assustar seu animal.
  • Comece sentando com seu gato em seu colo. Segure a primeira pata deles em sua mão e pressione levemente o meio da pata para ganhar o alongamento da unha.
  • Continue a manter a pata ajustada e, com a mão livre, corte a unha.
  • Certifique-se de evitar cortar o jejum. Esta é a fonte de sangue das garras e se parece com um triângulo preto.
  • Repita este procedimento com cada unha, antes de colocar outra pata.
  • Durante o procedimento, elogie gentilmente seu gato para mantê-lo calmo.
  • Dê ao seu gato um mimo e muito carinho assim que o procedimento for concluído. Isso pode ajudar a criar relacionamentos positivos e incentivar o seu gato a cortar as unhas no momento seguinte.

Como alternativa, você pode usar um esmeril de unhas, o que diminui a probabilidade de cortar o jejum. Se tiver dúvidas, peça a um veterinário ou a um tratador especializado para diminuir o número de gatos quando eles ficarem compridos demais. A maioria dos gatos precisa ter suas garras aparadas uma vez por mês.

  • Limpeza de ouvido

Por serem úmidas e escuras, suas orelhas de Angora são realmente um lugar atraente para o desenvolvimento de bactérias. Limpar seus gatos regularmente diminuirá significativamente as chances de doenças. Idealmente, é uma ideia fantástica lavar as orelhas de Angora cerca de duas vezes por mês.

Para lavar seus gatos, use uma bola de algodão úmida ou um pano macio. Também pode ser necessário utilizar uma solução de limpeza de ouvidos segura para animais de estimação. Use o tecido ou bola de algodão para esfregar suavemente a aba interna da orelha, tomando cuidado para evitar o canal auditivo. Nesse trabalho, é possível demorar um pouco para garantir que a orelha do gato esteja saudável. Ele precisa ser corado e rosa. Se você notar um odor desagradável, leve seu gato ao veterinário.

  • Manutenção dentária

A maioria dos gatos não permite que você escove os dentes completamente, mas uma limpeza suave diminuirá significativamente a probabilidade de desenvolver doenças gengivais.

Para lavar seus gatos, selecione um comedouro especial junto com pasta de dente para gatos. Evite ter um creme dental feito para humanos, pois o flúor é venenoso para gatos.

Comece permitindo que seu gato tempere a pasta de dente, permitindo que ele se acostume com isso. Em seguida, faça com que eles tenham a boca tocada, passando suavemente o dedo pelos dentes.

Assim que eles se acostumarem com essa sensação, você será capaz de esfregar cuidadosamente a escova de dentes em toda a linha da gengiva, funcionando para um único dente de cada vez.

Tente escovar seus gatos uma vez por semana e certifique-se de levá-los ao veterinário se notar algum sangramento ou inchaço devido à escovagem.

Temperamento

O turco angorá é um gato esperto, que gosta de conviver com a sua família humana. Semelhante a um cão, o angorá turco será leal e terno.

Eles adoram passar o tempo com sua família humana e podem até seguir você pela casa, esperando participar de todas as ações que você fizer. Angoras se dá igualmente bem com outros animais de estimação da família, mas deseja estabelecer domínio dentro deles.

Embora sejam adoradores, é importante notar que muitos angoras não gostam de ser mimados. Eles deixarão sua família humana mantê-los por alguns minutos, antes de retornar para suas vidas individuais.

Já que não querem ser deixados sozinhos, Angoras se dá melhor em famílias ativas. Esteja ciente de que eles precisam de muita atenção antes de trazer este gato adorável e travesso para sua casa e coração.