A maioria de nós entende que guloseimas para humanos, como chocolate, podem ser prejudiciais para os cães e também para a manutenção de produtos de limpeza de cachorros interessados. O que muitas pessoas não entendem é que o grande exterior representa tantos perigos. Na realidade, as plantas e flores que parecem bastante benignas para os humanos podem ser venenosas para o seu amigo normal.

Se você está se perguntando exatamente quais plantações são venenosas para os cães? Continue lendo, enquanto examinamos as 10 plantas mais frequentes, perigosas para os cães, como elas podem causar danos ao seu animal de estimação e o que você pode fazer a respeito.

Narcisos

Em primeiro lugar em nossa lista de plantas que são venenosas para os cães está a preferida da primavera, o narciso. Lâmpadas de narciso são especialmente prejudiciais para o seu cão e podem causar sintomas como náuseas, vômitos, náuseas e desconforto na pele.

Como esses sintomas se parecem muito com um simples inseto intestinal, o envenenamento por narciso pode ocasionalmente passar despercebido. Tão benigno quanto o narciso pode parecer, no entanto, esse tipo de episódio de envenenamento pode ser mortal. Se seu cão apresentar algum dos sintomas acima, considere se ele pode ter engolido um narciso e procure atendimento veterinário imediatamente, caso sinta que isso seria possível.

Castor Bean

A mamona também pode ser incrivelmente perigosa para os cães. Na verdade, apenas uma ou 2 sementes de mamona podem ser mortais. As folhas de mamona também podem ser prejudiciais à saúde do seu cão, porém são ervilhas e sementes que os donos devem ficar de olho em todas.

Os indicadores de intoxicação por mamona variam entre os animais, mas estudos mostram que o desconforto na pele é um sintoma frequente.

Orelhas De Elefante

Orelhas de elefante

As flores e folhas das orelhas de elefante ( Bergenia) também podem ser ruins para os cães. Quando ingerida, essa estratégia pode causar inchaço intenso, formigamento e irritação no pescoço e na boca do cão.

Essa resposta pode causar sintomas como respiração ofegante, respiração ofegante, letargia e sede excessiva em seu cão. Em casos extremos, o inchaço da passagem do ar pode ser suficiente para impedir que seu cão respire, também pode ser mortal.

Lírios

Muitos tipos de lírios também caem na categoria de flores venenosas para cães. Essas variedades venenosas incluem:

  • Lírio de Calla
  • Lírio da páscoa
  • Lírio da glória
  • Lírio leapord
  • Lírio do vale
  • Lírio da paz
  • Lírio peruano
  • Lírio tigre

Quando consumidos em pequenos atributos, as flores e folhas dos lírios podem ser particularmente ruins para o seu amigo normal. Os indicadores de envenenamento por lírios podem variar, mas geralmente incluem coisas como náuseas, vômitos e, às vezes, alergias cutâneas.

Tulipa

A tulipa frequente pode ser perigosa para cães. Felizmente, não é tão prejudicial quanto outras safras neste registro e causa principalmente sintomas moderados, a menos que seja ingerido a granel.

Se o seu cão comer flores ou folhas de tulipas, provavelmente apresentarão sintomas gastrointestinais, como náuseas e náuseas. Você pode encorajar seu cão fornecendo muita água, uma dieta leve e relaxamento. Se os sintomas piorarem ou persistirem, no entanto, consulte o seu veterinário.

Azaléia

O arbusto de azaléia, também chamado de rododenron, é apenas outro tipo de planta frequente que é tóxico para os cães.

Se algum componente da planta for consumido, é possível prever sintomas de envenenamento frequentes, como náuseas e náuseas, acompanhados de depressão e problemas respiratórios. Em casos intensos, o envenenamento por azaléia pode até induzir ao esgotamento e, quando ingerido em grandes quantidades, pode ser fatal.

Ragwort

Ragwort é uma planta especialmente perigosa para cães consumirem devido ao dano irreversível que pode causar. Mesmo em pequenas doses, a tasneira pode causar graves danos ao fígado e aos rins, que podem ser fatais quando diagnosticados incorretamente.

Fique de olho em seu cão se você vir ragwort em sua região e verifique com seu veterinário quando a exposição for mínima.

Crisântemo

O crisântemo está entre os culpados mais conhecidos quando se trata de plantas venenosas para cães, mas vale a pena repetir. Se seu cão ingere flores de crisântemo, elas podem expressar doenças gastrointestinais, além de irritação na pele.

Embora o crisântemo não seja a planta muito venenosa da lista, é fundamental que você consulte um veterinário se achar que seu cão comeu algum.

Dedaleira

Esta flor selvagem típica pode ser venenosa para cachorros. Caso seu cão consuma ambas as folhas ou flores da planta dedaleira, eles podem apresentar sintomas como náuseas, irritação na pele e agravamento da mucosa.

Bulbos De Flores

Em última análise, muitas formas de bulbos de flores são tóxicas para os cães. Já mencionamos os bulbos de narciso, mas outros tipos da família dos narcisos são propensos a danificar seu cão.

Se seu cão comeu esses bulbos, os sinais incluem náuseas, vômitos e úlceras estomacais. Os bulbos podem ser um envenenador especialmente insidioso, pois os cães podem mastigá-los inadvertidamente quando cavam.

Mantendo Seu Cão Protegido Contra Compostos Perigosos

Lembre-se de que, embora essas plantas sejam típicas, esta lista não é abrangente. Se você estiver em dúvida se um material é ou não seguro para o cão, pergunte ao seu veterinário a opinião dele. Muitas plantas diferentes também são prejudiciais para os cães, e as plantas às quais seu cão pode estar sujeito variam de acordo com sua área geográfica.

Se o seu cão apresentar algum dos sintomas de envenenamento listados acima, entre em contato com o veterinário o mais rápido possível. Se for tratado imediatamente, seu cão pode freqüentemente se recuperar completamente no episódio de envenenamento.

Primeiros Socorros Para Envenenamento Por Cães

Se você acredita que seu cão já ingeriu entre aquelas plantações, aja o mais rápido possível para fornecer os primeiros socorros.

Você precisa:

  • Ligue para seu veterinário assim que puder, descrevendo quaisquer sintomas externos, além da idade e do sexo do seu cão.
  • Pratique os conselhos do seu veterinário o mais cuidadosamente possível.
  • No caminho para o consultório veterinário, fique de olho em seu cão e tente mantê-lo calmo.
  • Abasteça seu cachorro.
  • Durante o intervalo de cura, evite alimentar seu cão com muitas proteínas ou gorduras para evitar colocar pressão adicional sobre os rins e o fígado. Esses órgãos também podem ser responsáveis pela eliminação de toxinas do sistema.