Hoje em dia, os cães podem envelhecer muito, combinada com a longevidade, vêm todas as fragilidades que as acompanham, incluindo a disfunção cognitiva canina. Neste guia, explicamos o que é comumente chamado de Alzheimer canino e fornecemos conselhos decentes para lidar com ele e também para reduzir o estresse que naturalmente vem junto com ele. Continue lendo para aprender mais.

Envelhecimento Regular Vs. Disfunção Cognitiva Canina

À medida que os cães envelhecem, eles naturalmente ficam grisalhos e têm muito mais problemas para andar do que antes. Você pode perceber que seu cão sênior dorme mais do que antes. Todos esses são sintomas comuns do envelhecimento; no entanto, existem vários outros sintomas que são freqüentemente confundidos com o envelhecimento fácil que na verdade anunciam o desenvolvimento da disfunção cognitiva canina.

Esses sinais costumam estar relacionados ao comportamento e podem conter:

  • Aumento no comportamento de busca de atenção
  • Problemas ao usar a memória de curto prazo
  • Dificuldade em aprender coisas novas
  • redução das habilidades de dominação
  • Mudanças de caráter
  • Esquecimento

Todos esses sinais podem ser apenas parte do processo de envelhecimento, mas também é bastante provável que representem declínio cognitivo. Outros sinais para procurar outros sinais que sejam mais indicativos de perda cognitiva incluem:

  • Mudanças nas interações com plantas e pessoas
  • Mudanças no nível e tipo de tarefa
  • Mudanças no ciclo sono-vigília
  • Desorientaçao
  • Estresse

Em estágios avançados de disfunção cognitiva, os sintomas podem se intensificar. Fique atento a esses sintomas.

  • Seu cão pode ficar inquieto e andar muito.
  • A síndrome do Sundowner pode fazer com que seu cão durma durante o dia e fique acordado e ativo durante a noite.
  • O nível de apetite do seu cão pode mudar e ele pode ter problemas para beber ou comer.
  • Você pode localizar seu cão perdido ou preso em uma atmosfera familiar, ou ele pode simplesmente olhar para as paredes no espaço.
  • Seu cão passará despercebido ou terá dificuldade em realizar tarefas familiares, como esperar na porta, subir escadas, subir na cama ou nos móveis.
  • A confusão e a desorientação podem causar depressão e perda de interesse em atividades que antes eram apreciadas.
  • Seu cão pode se envolver em atividades compulsivas e repetitivas e pode latir sem motivo ou abster-se de latir, pois seria a coisa normal a fazer.

Ao fazer caminhadas ou ao redor da casa, preste atenção ao comportamento de andar em círculos. Isso é um sinal de que seu cão pode estar escorregando para dentro do CCD. A causa deste comportamento de amostragem particular é desconhecida, mas é bastante comum em cães com CCD.

Seu cão pode começar movendo-se em volta do espaço em círculos amplos (geralmente no sentido anti-horário). Esse comportamento pode ser tão sutil que você nem mesmo percebe no início, mas conforme o tempo passa e o comportamento se intensifica, você observará que seu cão está girando em sentido anti-horário. Seu cão também pode puxar para a esquerda ao caminhar com a coleira, na tentativa de se mover no sentido anti-horário.

O Que Você Precisa Fazer Quando Notar Essas Mudanças Em Seu Cão?

Não basta descartar essas mudanças como envelhecimento normal. Embora esse possa ser o caso, é muito importante que você peça ao seu veterinário para opinar sobre o assunto. Se o seu cão está apresentando sintomas de declínio cognitivo, há coisas que você pode fazer para ajudar a reduzi-los e aliviar o sofrimento, a confusão e a ansiedade do cão.

Por exemplo, um medicamento conhecido como selegilina foi aprovado para uso em cães com declínio cognitivo. Além do mais, os cães podem obter alívio do estresse com o uso de medicamentos antipsicóticos prescritos ou com a utilização do feromônio conhecido como feromônio apaziguador de cães (DAP). Esta é uma alternativa natural aos medicamentos prescritos e pode ajudar seu cão a ficar mais centrado e orientado e a se acalmar.

Ficar Animado é Sempre Inteligente

Assim como acontece com os indivíduos, um estilo de vida ativo é obviamente preferível a um estilo de vida sedentário. O exercício ajuda a afastar o estresse e os sintomas de CCD. Certifique-se de que seu cão faça muitos exercícios físicos e enriqueça sua vida com brinquedos desafiadores.

Seu cão pode não estar preparado para o alto grau de exercício que costumava fazer para um filhote, mas com certeza você deve fazer uma caminhada diária, brincar de buscar e apresentar brinquedos que lhe proporcionem desafios.

Brinquedos de quebra-cabeça que exigem que seu cão descubra como extrair guloseimas melhoram a vida do seu cão e fornecem desafios mentais. Experimente introduzir novos jogos também. Por exemplo, você pode esconder guloseimas para seu cão localizar.

Dê Ao Seu Cão Uma Dieta Balanceada

Lembre-se de que, desde a idade dos cães, suas necessidades de nutrientes variam. Fale com o seu veterinário para determinar quais tipos de alimentos são melhores para o seu cão sênior. Quando seu cão está bem alimentado, ele fica em sua melhor forma e muito menos inclinado a se sentir inseguro e ansioso.

Mantenha A Vida Previsível E Segura

Quase sempre é uma boa ideia manter seu cão em uma programação regular. Os cães são criaturas de hábitos e preferem saber o que esperar. Estabeleça uma programação regular de alimentação, socialização e exercícios quando seu cão for filhote e mantenha-a conforme ele envelhece. Isso pode ajudar muito a evitar que seu cão se sinta desorientado, confuso e nervoso na velhice.

É possível ajudar a diminuir a sensação de estresse de seu cão, oferecendo um ambiente onde ele se sinta seguro. Apesar de seu cão se sentir confortável com a casa inteira, ele pode começar a negligenciar e ter problemas para navegar por muitos cômodos e móveis desafiadores. É uma boa ideia proteger um local específico para o seu cão, à medida que você protegia a sua casa para cachorros quando o seu cão era pequeno.

Crie Um Espaço Seguro

A verdade é que os cães enfrentam certos desafios à medida que envelhecem – é apenas mais um motivo para o treinamento da caixa e para a criação de um espaço seguro para o seu cão desde o início de sua vida. Se o seu cão já tem uma área confortável, segura e protegida onde ele pode se retirar, você está à frente do jogo. Conforme seu cão envelhece, você vai querer dar a ele uma área segura e de fácil navegação para ajudar a evitar confusão e ansiedade.

Aqui estão algumas coisas que você pode fazer:

  • Isolar uma área para o seu cão usando portões para bebês ou outros obstáculos. Se a área tiver piso bastante liso ou escorregadio, torne-os mais utilizáveis para o seu cão cobrindo-os com tapetes ou esteiras de borracha. Lembre-se de que seu cão pode ficar incontinente, então certifique-se de que tudo o que você usar seja simples de limpar.
  • Certifique-se de que seu cão consiga obter comida e água prontamente. Às vezes, cães idosos com CCD têm problemas para beber água ou comer comida, pois ela está no chão. Você pode optar por investir em um suporte que mantenha os pratos do seu cão até o nível do peito, de forma que ele não precise estender a mão para baixo ou para cima.
  • Os cães que sofrem de CCD podem ficar perplexos com objetos brilhantes. Por este motivo, é uma ideia fantástica não usar pratos reluzentes para comida e bebida.
  • Estabeleça um horário regular de uso do banheiro para o cão e fique com ele. Você pode definir um pequeno cronômetro para lembrá-lo de levar seu cão para passear regularmente. Se o seu cão sofrer acidentes em casa, ele pode se sentir envergonhado e isso aumentará o estresse.
  • Certifique-se de que seu cão esteja seguro e protegido quando você for embora. Se o seu cão está acostumado a estar perto de outros cães, nunca é uma boa ideia deixá-los sozinhos depois que ele se tornar vulnerável devido às enfermidades do envelhecimento.
  • Tenha cuidado ao passar por uma porta que se abre. Se o seu cão estiver dentro de um espaço com uma porta que se abre, certifique-se de abri-la devagar e com cuidado. Os cães afetados pelo CCD frequentemente ficam sentados do lado de dentro da porta, esperando, e é fácil machucar um cão se você abrir a porta rápido demais.
  • Certifique-se de lidar com seu cão regularmente durante sua vida, pois quando ele se tornar um idoso, você pode precisar selecioná-lo várias vezes ao dia. Isso pode resultar em uma grande ansiedade para seu cão se ele não estiver acostumado com isso.

Saiba Quando Chegar A Hora

Quando você conversar com seu veterinário sobre os sintomas de disfunção cognitiva canina em seus cães, tenha uma discussão justa sobre quando e por que você pode fazer a escolha de sacrificar seu cão. Não fará nenhum bem a seu cão esperar pacientemente até que sua condição o tenha desanimado completamente.

Sempre que o seu cão chega a uma fase em que não consegue comer nem beber, ou simplesmente não consegue desfrutar da vida ou fica dominado pela ansiedade, é mais amável e responsável deixá-lo andar.

Esta é uma escolha difícil de fazer, por isso é uma boa ideia saber tudo sobre as opções abertas a você (por exemplo, cremação, sepultamento) e também se preparar para as despesas de eutanásia e sepultamento. Saber o que esperar e ter uma estratégia em vigor reduz o estresse para você e seu cão quando chegar a hora.