O som representa uma onda mecânica que viaja de você para um local diferente com a ajuda de um meio específico.

Quando em estado moderado, ele interage com a partícula adjacente para transmitir a eletricidade correspondente e o movimento mecânico a ela.

É por isso que uma onda sonora é considerada do tipo mecânico.

Porém, em certas circunstâncias, o ruído altera seu comportamento e o ouvimos de forma diferente.

Então, como ter certeza de quais desses são considerados ecos e o que é uma reverberação?

Nosso guia oferece explicações simples de ambos e torna possível determinar com precisão qual ocorre quando.

Fique atento para mais!

Diferença Entre Eco E Reverberação

ABC No Echo

Este fenômeno acústico representa uma manifestação sonora que chega ao ouvido do ouvinte após um pequeno atraso em relação ao som inicial.

Do ponto de vista matemático, existe uma proporção direta entre o ouvinte e a fonte para o espaço da superfície refletora.

Para possibilitar o reflexo das ondas acústicas, são necessárias algumas superfícies duras, como morros ou paredes, por exemplo.

A característica mais importante do tipo de som é a quantidade suficiente de atraso e magnitude, razão pela qual o ouvido humano pode percebê-lo.

Em termos de medição da força, é expressa em dB nível de pressão sonora (SPL).

Cinco Curiosidades Sobre A Echo

Sendo uma parte inevitável do nosso dia a dia, há muitos daqueles que acreditam ou não.

Aqui estão algumas curiosidades interessantes que você pode não entender.

Curiosidade nº 1: golfinhos, baleias e morcegos usam eco para sentir a localização e navegar ao redor.

Fato interessante nº 2: Quanto à origem desta palavra, ela se inspirou em uma narrativa folclórica grega junto com uma ninfa da montanha.

A ninfa foi amaldiçoada, e ela apenas repetiria as últimas palavras exatas que uma pessoa lhe disse.

Fato interessante nº 3: Podemos discutir o eco desejado e o não desejável.

O primeiro refere-se a sonares, nos quais o eco é empregado para a descoberta de objetos e comunicação sob a superfície da água.

Por outro lado, o eco do sistema telefônico causa vários problemas e obstrui a conversa.

Realidade divertida nº 4: quando o cachorro late ou os patos grasnam, eles não produzem eco.

Ou pelo menos pensamos assim.

O que os especialistas afirmam é que realmente não podemos ouvir, mas o eco existe.

Realidade divertida nº 5: Outra forma de eco desejável está na música e na gravação também.

Esses efeitos de áudio são atuais desde os anos 1950.

Reverberação Em Poucas Palavras

Quando um som permanece persistente após ser produzido, nos referimos a ele como reverberação ou reverberação.

Ocorre quando um sinal ou um sólido é refletido e absorvido pelas várias superfícies em 1 espaço.

As superfícies não precisam necessariamente ser da mesma substância, então a lista inclui pessoas, ar, móveis, objetos maiores.

A reverberação é mais evidente quando a origem não produz mais ruído e ainda podemos ouvir o reflexo dele.

A amplitude diminui gradualmente até chegar a zero.

Assim, com o passar do tempo, a amplitude cairá progressivamente até níveis quase imperceptíveis (inaudíveis, para ser exato).

Vários componentes desempenham um papel crucial na formação da frequência do reverb, mas o importante é o momento.

Ao comparar com replicar, onde você pode detectá-lo em um mínimo de 50 a 100 milissegundos, a reverberação ocorre mesmo em sequências com menos de 50 milissegundos.

A reverberação está presente o tempo todo enquanto falamos, cantamos ou tocamos um instrumento em um local com superfícies reflexivas.

Porém, se fizéssemos as mesmas ações fora, não poderíamos ouvir, pois é preciso que as superfícies mencionadas apareçam.

Como a reverberação fornece uma grande dose de naturalidade ao som e cria uma sensação de espaço, geralmente é implementada eletronicamente durante a gravação.

Porém, além disso, reduz a inteligibilidade da fala, principalmente em situações em que há muito som.

É por isso que o procedimento oposto (dereverberação) deve ser implementado para diminuir o número de erros na detecção do endereço do automóvel.

Controlando O Som – Fundamentos Para Obter Um Som Cristalino

Às vezes, apesar de todas as definições, ainda não temos uma ideia clara e solução sobre a melhor maneira de agir em determinadas circunstâncias, quando não conseguimos criar o som desejado.

Como basicamente tudo tem um efeito sobre o último produto de som que obtemos (material, tamanho desta sala, distância aberta ou fechada, tipo e o padrão dos instrumentos, etc), é necessária uma análise detalhada de todas as variáveis antes da execução.

Aqui estão algumas das etapas necessárias a serem consideradas:

1. Faça a análise acústica

Isso inclui não apenas sons internos, mas também sons externos.

Isso permitirá que você crie uma breve imagem de como o som atua em um espaço específico e se realmente não há intervalos externos e como eliminá-los.

2. Meça o tempo de reverberação

Aqui podemos dividir os espaços em salas secas, que geralmente têm tempo de reverberação mais curto, e salas úmidas, onde esse período é mais longo.

Cada tipo de espaço tem o melhor período de reverberação e, depois de especificá-lo, você poderá corrigir sua voz ou instrumento de acordo com ele.

3. Considere o isolamento

Este só é válido no caso de haver uma sala específica que você pretende usar por um longo período de tempo.

É necessária uma avaliação detalhada, mas o material isolante é a melhor solução de longo prazo para garantir que as condições permaneçam consistentes e ideais onde quer que você esteja.

Às vezes pode ser realizado com alterações simples na forma dos painéis, enquanto em algumas situações são necessárias algumas modificações complexas.

Quatro Perguntas E Respostas Rápidas Para Esclarecer A Diferença Entre Reverberação E Eco

Às vezes, por mais abrangente que seja o elaborado, é difícil descobrir qual é qual.

Para dar uma explicação ainda maior e permitir que você entenda esses dois tipos de reflexão de ondas sonoras, sugerimos todos esses quatro fatos em tipos de perguntas e respostas:

1. Qual delas representa um único reflexo de uma onda acústica em um rosto e outra aparece como um padrão?

O eco representa uma única manifestação, enquanto a reverberação vem como um padrão.

Isso geralmente é resultado da sobreposição dessas reflexões únicas.

2. Qual dos dois é reconhecível e qual é emitido como som pouco claro?

Um eco geralmente é emitido como aparente, enquanto um reverb não representa a reação mais clara do som real.

3. Ambos podem ocorrer em espaços fechados e abertos?

Independentemente da forma de distância, você é capaz de detectar eco, enquanto o reverb não pode ser descoberto em locais abertos.

Para ter a capacidade de ouvi-lo, você precisa ter várias superfícies refletoras ou coisas.

4. Qual requer curta e qual requer longa distância?

Um eco pode acontecer apenas quando há um mínimo de 17m envolvendo a coisa refletora e a fonte de áudio, enquanto um reverb pode ser ouvido quando uma onda acústica é representada por uma parede próxima.

Por causa disso, você pode utilizar o eco para especificar o espaço de um item refletivo, como um prédio alto ou uma montanha, presumindo que a temperatura ambiente possa ser encontrada, enquanto o reverb não pode ser empregado para medir a distância com precisão.

Palavra Final: Sobre Eco E Reverberação

Esperamos sinceramente que nosso breve guia sobre as diferenças entre reverberação e eco ajude você a entender exatamente como cada uma dessas funções e como ter certeza de quais são as condições essenciais para que cada uma delas aconteça.