O mofo não só é nojento, mas também pode ser prejudicial para você e sua família. Enquanto estamos mais acostumados a ouvir falar de mofo no banheiro ou na cozinha, também pode acontecer no quarto, principalmente embaixo do colchão. Para evitar mofo, você precisa saber o que é, o que o causa e como corrigir o ambiente para evitá-lo.

O Que é Molde?

O bolor é um tipo de fungo geralmente encontrado em residências e que se desenvolve bem em ambientes úmidos. Há também outro tipo de fungo que você precisa conhecer, o mofo , que muitas vezes é confundido com mofo. No caso do seu colchão, o mofo é muito mais comum, mas a maioria de nós se refere a ele por causa do mofo porque não sabemos as diferenças.

O bolor é um tipo específico de bolor que apresenta crescimento plano e que permanece na superfície do colchão, permitindo a sua rápida remoção. O mofo, por outro lado, tende a penetrar profundamente nas superfícies e polui-las com mofo. Felizmente, o mofo pode ser eliminado com bastante facilidade, ao passo que o mofo requer tratamentos muito mais significativos.

O mofo é normalmente fácil de identificar porque parece como pontos pretos, espalhados e pode ser facilmente eliminado. O mofo, por outro lado, tem uma aparência mais difusa, como a que você pode encontrar em alimentos antigos e pode ser difícil de remover da superfície do colchão. Em quase todas as circunstâncias, o molde com o qual você está lidando é o molde.

Sintomas De Mofo No Colchão

Mofo ou bolor está se desviando, para começar, o que significa que você não será capaz de detectar os primeiros sinais até que ele cresça e se torne visível a olho nu. Esse problema é particularmente comum entre aqueles que não viram e verificam regularmente o colchão ao trocar os lençóis.

Normalmente, os primeiros sintomas de mofo sob o colchão é uma aparência observável de pequenos pontos pretos, que você pode ver muito antes de ter algum problema de saúde ou perceber um mau cheiro. Ficar atento ao colchão é uma tática essencial para se proteger contra o crescimento e a incidência de mofo.

Cheiro

Os esporos do bolor têm um cheiro forte e particularmente persistente que você pode não associar ao bolor. Normalmente, quando você pensa nisso, você o associa a comida estragada, que tende a cheirar rançosa, enquanto os esporos no seu colchão podem ter um cheiro úmido ou úmido que você pode notar por um período prolongado.

Se você começar a cheirar isso, continue procurando os esporos para poder resolver a situação. Com base em onde estão e na densidade do foco de mofo, você pode notar o odor antes de encontrar qualquer grande densidade de mofo no colchão.

Problemas De Saúde

A exposição ao esporo pode causar sérios problemas de saúde, especialmente para pessoas que já estão doentes ou sofrem de alergias graves. O mofo debaixo do colchão é muito prejudicial, pois você passa longos períodos na cama e, conseqüentemente, fica exposto à ameaça por muito mais tempo do que em outra parte da casa.

A exposição ao mofo durante esse período alongado geralmente se tornará evidente por meio de sinais de alergia, como dores de cabeça, coceira nos olhos, congestão e exaustão. Se você está sentindo esses sinais, especialmente logo após acordar, pode ser a exposição a mofo ou bolor que está causando os sintomas.

Normalmente, você começa a se sentir melhor logo após sair da área contaminada, seja para sair de casa para ir trabalhar ou mesmo para outra área da casa sem mofo. Essa mudança repentina na atmosfera é um sintoma comum de mofo no colchão, e não em toda a casa.

Aparência

Um dos primeiros sinais de mofo são minúsculas manchas pretas que aparecem ao longo do colchão, normalmente na parte inferior, que tocam o solo, as ripas da cama ou o estrado de molas. Este bolor negro é um bolor e, quando deixado, progredirá e começará a pagar pelo colchão, causando danos e liberando esporos, o que pode ter um impacto severo em sua saúde física.

O bolor tende a parecer uma camada difusa em seções maciças, geralmente na cor preta ou branca. O mofo é evidente por causa de sua aparência pontilhada e escura, que é única neste tipo de fungo. O mofo é muito mais comum embaixo dos colchões, e você pode identificá-lo vendo como é fácil de lavar com um pano úmido.

Embora o molde deslize para fora da superfície do colchão com muito pouca pressão ou tentativa, o molde tende a se tornar mais teimoso e pode exigir tratamento adicional para ser removido. Avalie nossas dicas de limpeza de colchões e muito mais ajuda e orientação sobre isso.

O Que Causa O Molde?

Para o mofo crescer, ele requer um ambiente escuro e úmido no qual possa florescer sem ser perturbado. A parte de baixo do colchão fornece isso, protegendo-o da luz direta e removendo a umidade dos próprios corpos que você transpira durante a noite. Essa combinação de escuridão e suor faz com que o bolor cresça rápida e abundantemente.

Normalmente, o colchão não retém a umidade em grandes quantidades ou por muito tempo. Os lençóis do colchão absorvem muito dele e, quando você os lava regularmente, é removido antes que qualquer problema se desenvolva. Da mesma forma, a circulação de ar sob o colchão deve secá-lo rapidamente e evitar o aparecimento de mofo.

No entanto, assim que seu colchão está próximo ao chão, tocando-o direito ou assentado em uma sólida caixa de molas, o fluxo de ar é limitado, e isso também adiciona um pequeno calor extra e evita que ele seque. Ambos os fatores permitem o molde se levanta rapidamente, causando problemas agudos.

Molde Debaixo Da Cama

O mofo normalmente ocorre na parte inferior da cama, mas é possível que apareça em outro lugar primeiro. A principal razão pela qual a parte de baixo do colchão é o local mais comum para o desenvolvimento de fungos é que praticamente não há exposição à luz e a circulação de ar é limitada. Enquanto a parte de cima e as laterais de um colchão recebem luz solar e artificial, além de receber ar a cada momento, você levanta seus próprios lençóis.

Para impedir que o fungo cresça embaixo da cama, tente fazer um esforço consciente para permitir o fluxo de ar sob o colchão e a cama. Abra a janela do seu quarto, bem como a porta do seu próprio quarto e uma janela em uma área diferente, induzindo o calor em toda a casa.

Da mesma forma, certifique-se de que existe um espaço considerável entre o colchão e o solo e opte por ripas de colchão em vez de uma mola de caixa que evita totalmente que o ar atinja o fundo do colchão.

Como sempre, é aconselhável levantar o colchão periodicamente para verificar se há sinais precoces de mofo tanto visualmente quanto com o nariz. Ao fazer isso, possivelmente deixe-o encostado na cama por algumas horas, pois isso o secará consideravelmente, reduzindo o risco de desenvolvimento de fezes.

O Molde Do Colchão No Chão

A circunstância mais provável para o desenvolvimento de mofo em seu colchão é se ele estiver em contato direto com o solo. Independentemente de o piso ser acarpetado ou de madeira, a umidade se acumulará no colchão e nenhum ar poderá entrar para secá-lo. Com o tempo, você tem o ambiente perfeito para fungos; calor, escuridão e umidade.

Não é surpreendente então, a menos que você tome cuidado ao lavar rotineiramente os lençóis, minimizar a umidade e rasgar o fundo do colchão, o molde inevitavelmente se desenvolverá. O ideal é comprar uma cama elevada que use um alicate para permitir um fluxo de ar significativo, mas quando isso for impossível, você precisa inclinar o colchão da parede para conseguir pelo menos algumas horas por semana para permitir que seque.

Molde Em Colchões Populares

Colchões Innerspring

Apesar de toda a tecnologia fascinante e incrível que é usada em colchões de molas, o molde ainda é potencial. Enquanto houver um ambiente aquecido sob o colchão no qual a luz não alcance e a umidade comece a baixar, o útero crescerá e se espalhará gradualmente.

Para evitar que isso aconteça, é fundamental elevar o colchão do solo o máximo possível para permitir uma maior circulação de ar. Para comercializar a secura, você pode até usar máquinas de desumidificação e ligar as janelas periodicamente para criar um fluxo de ar pela casa que vai ajudar.

Colchões De Espuma De Memória

Colchões de espuma de memóriaEsses colchões são criados utilizando muitas espumas diferentes. O problema com a espuma viscoelástica é que ela absorve a umidade e a mantém excepcionalmente bem, o que significa que o suor e o fluido de seu corpo podem ser retidos no colchão por um bom tempo. Essa umidade pode chegar à base da cama, onde pode facilitar o crescimento de fungos.

Colchões de espuma viscoelástica são indiscutivelmente mais suscetíveis a mofo do que colchões de molas convencionais ou de bobina, porque a espuma viscoelástica se estende ao solo e retém bem a umidade. Esses dois fatores garantem que haja menos fluxo de ar contra o fundo e muita umidade, o que promove o desenvolvimento de fungos.